A música da Scalabituna

A música da Scalabituna constitui um repertório único e muito peculiar.
O espectáculo do grupo em palco surpreende o panorama da “música das tunas” .
A Scalabituna consegue aliar em 30 minutos grandes ambientes sonoros mais intimistas com música cheia de energia e ritmo contagiantes.
O som desta tuna resulta numa mistura muito interessante que se inspira primeiramente no Fado, passando pela música ligeira portuguesa, mas que se junta de forma bem audível ao gosto inegável pelos elementos étnicos da música latino-americana, brasileira e afro-cubana.
É assim que surgem, por exemplo, temas como o original “Chuva de Verão”, a adaptação do tema “Pássaros do Brasil” (Kees Vlak) que resultou na nossa “Lágrimas do Tejo” com letra original do nosso fundador Vítor Margarido, ou os arranjos para as versões de “Noites de Verão” (Trovante) e “Flagrante” (António Zambujo).